Equipa

Visão:

  • Criar espaços para a Natureza.

Missão:

  • Conservar, valorizar, conhecer e divulgar o património natural do Nordeste de Portugal, pela via da sustentabilidade e com a participação da comunidade, através da gestão e da proteção de áreas naturais.
  • A ATNatureza tem como missão a conservação da região dos Vales do Côa, Águeda e Douro, centrando-se na gestão de habitats e espécies com maior valor de conservação. Desenvolve por isso, projetos de restauro ecológico, incluindo ações de reflorestação, revitalização de atividade agropecuárias tradicionais, agricultura biológica, sensibilização, educação e divulgação ambientais.

Objetivos:

  • Conservação do património natural da região da bacia dos vales do Côa, Águeda e douro, através da promoção de atividades agropecuárias tradicionais.
  • Conservação dos espaços naturais do Vale do Côa, preservando a sua fauna e flora.
  • Alcançar a conservação de espécies em áreas naturais.
  • Garantir a sustentação económica/rentabilidade dos projetos de conservação da Natureza.
  • Contribuir para o dinamismo económico e social da região.

 

Áreas de atuação das atividades:

  • Estudo e conservação da fauna e flora da bacia dos Vales do Côa, Águeda e Douro.
  • Sensibilização e educação ambiental.
  • Elaboração e implementação de projetos ambientais de desenvolvimento rural (agrícolas, pecuárias, florestais e cinegéticos) compatíveis com a conservação da Natureza.
  • Apoio técnico nas áreas de produção e proteção florestal sustentável a prestar aos sócios, produtores florestais.
  • Valorização, recuperação e promoção de património cultural, arquitetónico e arqueológico da região.
  • Estabelecimento de parcerias com organizações nacionais e internacionais.
  • Divulgação ambiental e científica.
  • Formação profissional

 

Órgãos Sociais

Direcção

 henk 2

Henk Smit

Presidente

 
 

 Ana Berliner

Vice-presidente

 
IMG 4544 kopie

Kas Burger

Tesoureiro

 
Tina Perpetuo  Secretaria  
 Cassiano

Cassiano Monteiro

 Vogal

Cassiano Monteiro ( 1961 ). Engenheiro Químico, atualmente Diretor Geral de PROX Lda.

No campo da natureza é membro da Direção da Associação Micológica 'A Pantorra', membro da Direção da AOSP: Associação de Orquídeas Silvestres - Portugal e membro da ‘Global Fungal Red List Initiative’, autor e colaborador na 'Lista Vermelha da Flora de Portugal Continental'. Gosta de envolver-se em iniciativas que ajudem a preservar habitats naturais para todas as espécies, em particular as que estejam em maior risco de sobrevivência.

Carlos Sanchez

 Vogal

 

Assembleia Geral

Manuel Braga da Cruz

Presidente

 

Miguel Torres

Vogal

 

Sandra Monique Beato Pereira

Vogal

 

Conselho Fiscal

Rita Cristóvao

Presidente

 

Jan Herman Meijer

Vogal

 

Jorge Proença

Vogal

 

 

História

A génese da ATN
(Como nasce a ATN em Figueira de Castelo Rodrigo)

Criada a 6 de junho de 2000, a ATNatureza surge em Figueira de Castelo Rodrigo por iniciativa de um grupo de cidadãos portugueses, com a importante participação de pessoas de nacionalidade sueca, espanhola e holandesa, envolvidos em programas internacionais de conservação da natureza.

start atn 2

Assim sendo, a ATNatureza - cujo nome deriva da fundação holandesa STN (Stichting transhumance en Natuur) e que apoiou a atividade da organização nos inícios, como uma startup desta fundação -, nasce como uma entidade sem fins lucrativos e está classificada como Organização Não Governamental do Ambiente (pela Agência Portuguesa do Ambiente).

Inicialmente dedicada à proteção das espécies de aves rupícolas que nidificam nas Arribas do Côa, (como por exemplo o Britango e a Águia de Bonelli), a ATNatureza surge com um âmbito de atuação regional, em que, perante o elevado valor patrimonial natural da região e face à problemática da conservação, pretende servir de plataforma para o desenvolvimento de atividades de restauro ecológico e salvaguarda das práticas agropecuárias existentes na região.

A sua atuação e a estratégia tem sido adaptativa, de modo a adequar as práticas ao contexto das realidades sociocultural e natural da região, e dando prioridade a espécies e habitats que necessitam de maior atenção. 

Atualmente a ATNatureza recebe o apoio de mais de 700 sócios e está envolvida em diversas parcerias e projetos de âmbito nacional e internacional, sem nunca perder como foco a região em que opera.
A equipa da ATNatureza é composta por dez elementos a tempo inteiro e diversos estagiários em âmbito curricular e profissional, bem como por voluntários de curta e longa permanência, que apoiam na execução dos trabalhos.

 ana en antonio 2

Ana Berliner & Antonio Monteiro

Necessidade de “uma ATNatureza” em FCR?
(O porquê de se criar a ATNatureza)

A ideia da criação da ATNatureza surge como resposta a uma série de problemáticas que assolavam a região. Nos finais dos anos 90, o vale escarpado do rio Côa era alvo de um conjunto de ameaças sobre a fauna e a flora, devido aos incêndios frequentes, à caça furtiva, aos envenenamentos, à pesca com explosivos, ao corte raso de arvoredo e à instalação desordenada de pedreiras, que estavam a conduzir a um drástico empobrecimento da biodiversidade. Nesse sentido, a ATNatureza vem satisfazer a necessidade de uma entidade que protegesse o património natural da região, através de ações de restauro e de desenvolvimento ecológico.

Parceiro em projetos

Life RUPIS 

O 'Life Rupis – Conservação do britango e da águia-perdigueira no vale do rio Douro’ (LIFE14 NAT/PT/000855) é um projeto de conservação transfronteiriço, com a duração de 4 anos (2015 – 2019), cofinanciado através do programa LIFE da Comissão Europeia. O projeto, que decorre em território português e espanhol, mais concretamente nas áreas protegidas do Douro Internacional e Vale do Rio Águeda e dos Arribes del Duero, pretende implementar ações que visam reforçar as populações de britango e águia-perdigueira nesta região, através da redução da sua mortalidade e do aumento do seu sucesso reprodutor. O abutre-preto e o milhafre-real são espécies que também irão beneficiar das ações do projeto.

59694539 2040024336307119 4300642386612060160 n

logo rupis autocolante rupis

LIFE WolFlux

A subpopulação portuguesa de lobo ibérico a sul do Rio Douro encontra-se atualmente fragmentada e altamente isolada do resto da população ibérica, devido a barreiras geográficas, ecológicas e sociais. O projeto LIFE WolFlux visa promover as condições ecológicas e socioeconómicas necessárias para apoiar a viabilidade desta subpopulação de lobo ibérico, de forma a que esta espécie possa desempenhar o seu papel funcional como um predador de topo. Para o conseguir, uma série de ações serão implementadas ao longo de cinco anos no sentido de reduzir as principais ameaças a este grande carnívoro. A área do projeto inclui toda a extensão do lobo a sul do Rio Douro. Este projeto recebeu financiamento do Programa LIFE da União Europeia e é co-financiado pelo Programa de Paisagens Ameaçadas (Endangered Landscapes Programme) - gerido pela Cambridge Conservation Initiative e financiado por Arcadia, um fundo filantrópico de Peter Baldwin e Lisbet Rausing. Descubra mais sobre o projeto aqui: http://www.life-wolflux.com Foto feita por João Cosme | Rewilding Europe.

iberian wolve

life ELP logo principal natura2000

 

Notícias

Florestação pela ATNatureza na televisão portuguesa

No dia 13 de abril as atividades de florestação da ATNatureza foram transmitidas no canal público RTP2 no programa Biosfera; Como salvar as serras do deserto? (a partir dos 19 minutos)   As...

ler mais

Empresa de Consultoria Wing compensa CO2 na Reserva Fai…

A ATNatureza com o objetivo de restaurar o ecossistema, plantou 500 árvores em parcelas de 0,25 ha espalhadas pela paisagem da Reserva da Faia Brava, numa ação de reflorestamento controlado. Partilha...

ler mais

Inovação para um Novo “Impulso na Reflorestação da Fai…

Ações de reflorestação têm sido realizadas na Área de Proteção Privada Faia Brava desde a sua criação em 2010, como objetivo  principal de restauro ecológico. Os problemas quetêm afectado  ...

ler mais
mais notícias