Blogue

É com alegria que revelamos que o casal de Águias-reais da Reserva da Faia Brava nidificou com sucesso e a cria está a crescer saudável esperando que durante este Verão possa ser avistada a sobrevoar a Reserva.

No âmbito do programa de monitorização de aves rupícolas ameaçadas foi observado que o casal de Águias-reais que nidifica exatamente na escarpa rochosa que à o nome à reserva a “ Faia Brava” está a criar.  Os técnicos responsáveis da ATNatureza identificam e acompanham a evolução dos ninhos para assegurar o sucesso de reprodução dos mesmos.

Estas notícias enchem-nos de alegria pois são o culminar do trabalho realizado ao longo dos anos no sentido de gerir um habitat que seja favorável para existência e reprodução de espécies ameaçadas.

Real 1

Vamos saber mais sobre a Águia-real

Época para observação Todo o ano.
O que come A sua dieta é generalista, incluindo uma larga variedade de espécies de mamíferos (sobretudo coelhos) e aves. Consome também cadáveres, tanto de animais selvagens, como de gado doméstico.
Onde vive Durante o inverno dorme próximo do ninho, de noite, em saliências rochosas ou em árvores. Utiliza ninhos desocupados durante e fora da época de nidificação. O macho dorme no ninho perto da fêmea que está a incubar, após o nascimento das crias, a fêmea dorme num poleiro nas imediações
Como identificar É praticamente inconfundível, apenas podendo ser difícil a sua distinção da mais rara águia imperial-ibérica. As asas são grandes e largas e a cauda proporcionalmente comprida, com a cabeça projetada, exibindo a tonalidade pálida da nuca, que pode ir do castanho claro ao dourado quase branco.
Curiosidade Apesar das águias-reais consumirem frequentemente espécies cinegéticas, em particular coelhos e lebres (onde são mais comuns), o facto de cada casal possuir grandes territórios (a rondar os 200 km2) e de capturarem frequentemente outros predadores, em particular pequenos e médios carnívoros, leva a que o seu impacto naquelas populações tenda a ser muito reduzido.

Para poder saber mais sobre esta e outras espécies marque já a sua visita à Reserva Da Faia Brava.

Email

Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Contactos telefónicos

(+351) 271 311 202

(+351) 914 678 375

(+351) 960 408 190

Hoje celebramos a vida e a natureza no seu estado mais puro.

Hoje celebramos as dificuldades e os desafios, e celebramos também a nossa resiliência, a nossa força de vontade de continuarmos com a nossa missão que nos fez chegar até aqui.

São já 20 anos a viver este sonho de criarmos e preservarmos Espaços para a Natureza.
Sabemos que temos ainda um longo caminho pela frente até que todos os ecossistemas do mundo sejam restaurados, resilientes e adequadamente protegidos.

Hoje mais que nunca a protecção e a restauração da natureza irão necessitar de medidas e gestão de activos, e não apenas de regulamentação.
Irá requerer acções de cidadãos, empresas, parceiros sociais, equipas de investigação, além de fortes parcerias entre os parceiros nos níveis local, regional, nacional e europeu.

Hoje mais do que nunca necessitamos de união!

União essa que se transmite diariamente na nossa equipa e à qual demonstro aqui publicamente o meu agradecimento: Sílvia Lorga, Ana Nunes, Carlos Pacheco, João Neves, Marco Ferraz, Abel Coito, José Dinis e Joaquim Amador.
Todos eles à sua maneira e com o seu trabalho aportam algo de muito importante à ATN.

E por último, a todos os nossos sócios, parceiros e amigos o nosso mais sincero BEM HAJA.
Tem sido um gosto partilhar estes nossos 20 anos convosco.

Esperamos poder festejar todos juntos muito brevemente.

Vanda Brás

Trazendo a natureza de volta para nossas vidas !!

Esta é a nova estratégia da União Europeia (EU) para a biodiversidade, lançada a 20 de maio de 2020. A ATNatureza, já trabalha na restauração da biodiversidade desde 2000 Desta forma esta estratégia vem apoiar e ao mesmo tempo desafiar o trabalho desenvolvido ao londo dos últimos 20 anos.

A UE mostra sua ambição de reverter a perda de biodiversidade e liderar o mundo pelo exemplo e pela ação, e adotar um quadro global transformador pós-2020. A sua ambição é garantir que, até 2050, todos os ecossistemas do mundo sejam restaurados, resilientes e adequadamente protegidos.

Essa estratégia é empreendedora e incentivadora em espírito e ação. Reflete o fato de que a proteção e a restauração da natureza necessitarão de medidas e gestão de ativos, e não apenas de regulamentação. Requer ações de cidadãos, empresas, parceiros sociais equipas de investigação, além de fortes parcerias entre os parceiros nos níveis local, regional, nacional e europeu.

Para colocar a biodiversidade no caminho da recuperação até 2030, nós, europeus, precisamos intensificar a proteção e a restauração da natureza. Isso deve ser feito melhorando e ampliando nossa rede de áreas protegidas e desenvolvendo um ambicioso plano de restauração da natureza da UE. Os Estados-Membros deverão traduzir a meta de 10% da UE para uma escala geográfica mais baixa, a fim de garantir a conectividade entre os habitats.

Para fornecer mais espaço para animais silvestres, plantas, polinizadores e reguladores naturais de pragas, é urgente recuperar pelo menos 10% da área agrícola com características da paisagem de alta diversidade.

Há alguns anos, a ATNatureza e a Rewilding Portugal já formularam sua estratégia para criar uma rede de espaços para a natureza no Vale do Côa. Na rRserva da Faia Brava, com 1.000 ha, a sociedade já pode perceber com é possível concretizar este objectivo. A comissão da UE apoia a nossa estratégia e esperamos que todo o quadro jurídico da UE e português venha apoiar efectivamente o nosso trabalho diário para converter essa estratégia em resultados no campo.

A ATNatureza desenvolveu uma estrutura para a conservação da natureza, que incorpora as ideia da UE na sua estratégia de biodiversidade:

 

 ecossistema Vale do Coa

Figura 1 Estrutura de conservação ATNatureza

Estamos ta trabalhar para criar um ciclo positivo: investir numa boa gestão e reflorestação da terra e trabalhar com grandes herbívoros, permitindo que um ecossistema resiliente e vivo se desenvolva. Assim que as árvores cresçam, o solo recupera e retém mais água, são criadas melhores condições para o desenvolvimento da floresta e serviços ecossistémicos, como o sequestro de CO2. Os riscos de incêndios são reduzidos pela gestão ativa , vigilância e utilização dos grandes herbívoros (Garranos e Maronesas). Ao mesmo tempo, a paisagem torna-se mais interessante para quem nos visita , que podem desfrutar da paisagem selvagens, escutar e observar as aves, ouvir o zumbir insetos nos prados.

Trabalhamos na expansão da Reserva da Faia Brava bem como outras áreas e criamos um ecossistema resiliente em todo o Vale do Coa, atingindo uma escala em que os ecossistemas são resilientes; com vida de solo restaurada, uso ideal da água das chuvas, mais e melhores árvores e prados autóctones cheios de flores e insetos. Desta forma, criamos condições ideais para o retorno de animais selvagem como o abutre-preto, uma população saudável de veados e de coelhos, criando no limite condições para os predadores como o lobo ibérico e o lince. Passo a passo a biodiversidade irá aumentar.

Por favor, sinta-se convidado a apoiar o nosso sonho e entre em contato connosco para obter mais informações.

Os Jovens Potros e Vitelos que nasceram esta Primavera brincam e correm fortes e saudáveis em liberdade na Reserva da Faia Brava. As chuvas tardias de Primavera e a abundância de pasto contribuiu para que a taxa de nascimentos das nossas manadas em 2020 fosse um sucesso! As famílias de garranos e maronesas da Faia Brava estão cada vez maiores.

Lembramos que estes herbívoros contribuem ativamente para a redução da carga combustível na Reserva e dessa forma reduzem o risco de incêndio. Ao abril clareiras também favorecem a reprodução de outras espécies contribuindo para a promoção da Biodiversidade. 

Faça um donativo para contribuir para a manutenção das manadas na reserva da Faia Brava. Venham visitar-nos!!!! Apelamos aos sócios e amigos da ATNatureza para pagar as suas quotas ou realizar uma contribuição de 20€ ( Referência: Manutenção Manadas) para a conta com os dados bancários: IBAN: PT50 0007 0000 0016 5433 1132 3

Agradeçemos a sua contribuição

young calve            herd of horses

Será para breve a reabertura oficial da Reserva da Faia Brava. Por isso se está a pensar fazer férias na Região agende já a sua visita através do e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 

A ATNatureza volta  a desafiar os zelantes da Natureza a participarem no seu Programa de Voluntariado para diminuir o risco de incêndios. A Vigilância de Incêndios Faia Brava 2020 vai decorrer de 1 de Junho a 15 de Setembro.

Neste  ano especial para todos, a ATNatureza apela ao espírito solidário e conservacionista de cada um  para ajudarem na prevenção de fogos na Reserva da Faia Brava, área que, desde 2005, não arde, graças aos esforços de tanta e tanta gente.

A Reserva da Faia Brava e área envolvente representam a mancha de sobreiral e azinhal mais importante do distrito da Guarda e um núcleo de biodiversidade fantástico no Vale do Côa. A sua proteção é prioritária e urgente, e uma ótima causa para abraçar para quem quer fazer a diferença, aprender e divertir-se.

O programa de voluntariado que apresentamos tem como único objetivo a deteção de ocorrências de pontos de incêndios na Reserva da Faia Brava e áreas envolventes e a respetiva comunicação das mesmas às autoridades competentes e à ATNatureza.

O programa tem uma carga horária reduzida e permite que os voluntários disfrutem do território e conheçam de perto a Reserva da Faia Brava!

INSCREVA-SE JÁ! Ajude-nos a prevenir!

Os apoios prestados aos voluntários traduzem-se em:

  • Alojamento  na Escola de Algodres;
  • Kit Básico de Alimentação (bens não perecíveis);
  • Kit de Vigilância

Aos voluntários, a ATNatureza pede que estes venham munidos de:

  • Capacidade resistência ao calor;
  • Chapéu e Protetor Solar
  • Vestuário
  • Espírito aberto;
  • Saco-Cama e toalhas;

Turnos de Vigilância (o voluntário vai realizar UM TURNO diário com base nas necessidades e indicação do técnico responsável.

  • 9h-13h
  • 13h-17h
  • 17h – 21h
  • 21h- 23h (em período crítico)

260487 P4K114 54

Notícias

Inovação para um Novo “Impulso na Reflorestação da Fai…

Ações de reflorestação têm sido realizadas na Área de Proteção Privada Faia Brava desde a sua criação em 2010, como objetivo  principal de restauro ecológico. Os problemas quetêm afectado  ...

ler mais

A importância dos MICROMAMÍFEROS no processo de RENATU…

Uma equipa da Universidade de Aveiro esteve recentemente na Faia Brava a realizar trabalho de campo no âmbito do projeto rWILD-COA "Desafios e oportunidades ecológicas no processo de renaturalização d...

ler mais

ATNatureza recolhecida pela "Cooperation Organisa…

O trabalho da ATNatureza foi recolhecido pela "Cooperation Organisation for Vocational Education, Training and the Labour Market (SBB)"resultando na nova acreditação para pertencer à lista de entidade...

ler mais
mais notícias