Organização

Visão:

  • Criar espaços para a Natureza.

 

Missão:

  • Conservar, valorizar, conhecer e divulgar o património natural do Nordeste de Portugal, pela via da sustentabilidade e com a participação da comunidade, através da gestão e da proteção de áreas naturais.
  • A ATNatureza tem como missão a conservação da região dos Vales do Côa, Águeda e Douro, centrando-se na gestão de habitats e espécies com maior valor de conservação. Desenvolve por isso, projetos de restauro ecológico, incluindo ações de reflorestação, revitalização de atividade agropecuárias tradicionais, agricultura biológica, sensibilização, educação e divulgação ambientais.

 

Objetivos:

  • Conservação do património natural da região da bacia dos vales do Côa, Águeda e douro, através da promoção de atividades agropecuárias tradicionais.
  • Conservação dos espaços naturais do Vale do Côa, preservando a sua fauna e flora.
  • Alcançar a conservação de espécies em áreas naturais.
  • Garantir a sustentação económica/rentabilidade dos projetos de conservação da Natureza.
  • Contribuir para o dinamismo económico e social da região.

 

Áreas de atuação das atividades:

  • Estudo e conservação da fauna e flora da bacia dos Vales do Côa, Águeda e Douro.
  • Sensibilização e educação ambiental.
  • Elaboração e implementação de projetos ambientais de desenvolvimento rural (agrícolas, pecuárias, florestais e cinegéticos) compatíveis com a conservação da Natureza.
  • Apoio técnico nas áreas de produção e proteção florestal sustentável a prestar aos sócios, produtores florestais.
  • Valorização, recuperação e promoção de património cultural, arquitetónico e arqueológico da região.
  • Estabelecimento de parcerias com organizações nacionais e internacionais.
  • Divulgação ambiental e científica.
  • Formação profissional

 

Órgãos Sociais

Direcção

Henk Smith

President

 Ana Berliner

Vice-presidente

Kas Burger

Tesoureira

Dalila Correia

Comunicacao

Miguel Correia

Secretário-Geral

Assembleia Geral

Paulo Santos

Presidente

Carlos Sanchéz

Vogal

Ricardo Nabais

Vogal

Conselho Fiscal

Ana C. Perpétuo

Presidente

Rui Torres

Vogal

João Jorge

Vogal

 

História

A génese da ATN
(Como nasce a ATN em Figueira de Castelo Rodrigo)

Criada a 6 de junho de 2000, a ATNatureza surge em Figueira de Castelo Rodrigo por iniciativa de um grupo de cidadãos portugueses, com a importante participação de pessoas de nacionalidade sueca, espanhola e holandesa, envolvidos em programas internacionais de conservação da natureza.

Assim sendo, a ATNatureza - cujo nome deriva da fundação holandesa STN (Stichting transhumance en Natuur) e que apoiou a atividade da organização nos inícios, como uma startup desta fundação -, nasce como uma entidade sem fins lucrativos e está classificada como Organização Não Governamental do Ambiente (pela Agência Portuguesa do Ambiente).

Inicialmente dedicada à proteção das espécies de aves rupícolas que nidificam nas Arribas do Côa, (como por exemplo o Britango e a Águia de Bonelli), a ATNatureza surge com um âmbito de atuação regional, em que, perante o elevado valor patrimonial natural da região e face à problemática da conservação, pretende servir de plataforma para o desenvolvimento de atividades de restauro ecológico e salvaguarda das práticas agropecuárias existentes na região.

A sua atuação e a estratégia tem sido adaptativa, de modo a adequar as práticas ao contexto das realidades sociocultural e natural da região, e dando prioridade a espécies e habitats que necessitam de maior atenção. 

Atualmente a ATNatureza recebe o apoio de mais de 700 sócios e está envolvida em diversas parcerias e projetos de âmbito nacional e internacional, sem nunca perder como foco a região em que opera.
A equipa da ATNatureza é composta por dez elementos a tempo inteiro e diversos estagiários em âmbito curricular e profissional, bem como por voluntários de curta e longa permanência, que apoiam na execução dos trabalhos.

 

Necessidade de “uma ATNatureza” em FCR?
(O porquê de se criar a ATNatureza)

A ideia da criação da ATNatureza surge como resposta a uma série de problemáticas que assolavam a região. Nos finais dos anos 90, o vale escarpado do rio Côa era alvo de um conjunto de ameaças sobre a fauna e a flora, devido aos incêndios frequentes, à caça furtiva, aos envenenamentos, à pesca com explosivos, ao corte raso de arvoredo e à instalação desordenada de pedreiras, que estavam a conduzir a um drástico empobrecimento da biodiversidade. Nesse sentido, a ATNatureza vem satisfazer a necessidade de uma entidade que protegesse o património natural da região, através de ações de restauro e de desenvolvimento ecológico.

Notícias

ATNatureza participa na primeira visita …

No passado dia 19 de Janeiro, Figueira de Castelo Rodrigo recebeu, pela primeira-vez, a visita do primeiro-ministro português António Costa, fazendo-se acompanhar por Luís Capoulas, Ministro da Agricultura. Este momento teve lugar ...

ler mais

Campanha Agenda "Faia Brava"

Não se esqueça de nada em 2019, principalmente da Natureza e participe na nossa Campanha! Torne-se sócio da ATNatureza e adquira uma agenda "Faia Brava", de cortiça portuguesa, por metade ...

ler mais
mais notícias